Esfera adquire Norten Energia com objetivo de expandir em Geração Distribuída

A Esfera Energia anuncia a aquisição da Norten Energia, empresa mineira que desde 2015 apoia investidores e usinas na estruturação de operações em geração distribuída.

Juntas, as empresas pretendem lançar ao mercado, ainda este ano, um projeto de Geração Distribuída para que o consumidor tenha liberdade para escolher a sua energia elétrica, bem como propor condições mais atrativas e transparentes do que as atualmente existentes no mercado para os agentes de geração, que exercem papel central na Geração Distribuída.

A Esfera propõe um modelo sustentável e equilibrado entre os agentes envolvidos, visando o crescimento do mercado de GD.

Entenda mais sobre sobre Geração Distribuída (GD) 

A redução no custo de energia é de até 16%, sem que seja necessário nenhum tipo de fidelidade ou investimento.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) regulamentou em 2012 uma resolução em que o brasileiro pode gerar sua própria energia elétrica.

“Com isso, o crescimento da potência instalada e do número de conexões residenciais, bem como as instaladas em comércios e indústrias tem sido cada vez maior. O nosso projeto em parceria com a Norten visa dar autonomia para que as pessoas possam escolher o tipo de energia, é um projeto de inovação aliada a economia financeira, consciência socioambiental e sustentabilidade”, afirma Braz Justi, CEO da Esfera. 

Entenda como funciona

Os geradores distribuirão sua energia na plataforma da Esfera, que será responsável por conectá-los com consumidores finais.

A proposta é que investidores de pequenas e micro usinas descentralizadas sejam remunerados por megawatt injetado na plataforma, via compensação de crédito. Além de investir R$ 25 milhões até a metade de 2022 em projetos de geração solar próprios.

Os principais diferenciais da geração distribuída de energia são suas fontes, que devem ser renováveis, e a aproximação dos geradores com o consumidor.

“Esses fatores são importantes para reduzir os custos de transmissão e os impactos ambientais inerentes à geração centralizada. A GD incentiva o uso de fontes limpas e alternativas, tornando a geração mais ambientalmente correta”, explica Braz.

A modalidade faz parte, assim como o Mercado Livre de Energia, de um conjunto de modernizações promovidas nos últimos anos no setor energético brasileiro para flexibilizar as formas de gerar e consumir energia.

“O projeto terá início ainda este ano, mas com lançamento oficial em 2022, e, em apenas 3 anos, temos a expectativa de atingir mais de 200 mil unidades consumidoras”, ressalta Márcio Nogueira, CEO da Norten.

“Queremos criar soluções inovadoras para os consumidores, a nossa maior preocupação é a jornada e experiência desses clientes dentro da GD, mas também queremos  garantir benefícios na jornada do gerador, proporcionando assim uma modelagem sustentável e crescente”, finaliza.

Com o crescimento de fontes alternativas para produção de energia, a Esfera investe em geração distribuída com foco em empoderar o consumidor para ter a melhor experiência em gestão de sua própria energia.

Conte com a Esfera para simplificar o setor elétrico. Fale com um especialista.