Novidades do setor de energia

lukas-bato-6Au5QdBsGuc-unsplash

Horário ponta e horário fora ponta. Qual a diferença?

O consumo de energia elétrica tem muitas variações durante o dia, ocasionando picos e baixas de consumo. Mas o que isso interfere na produção da sua empresa? Neste post vamos falar sobre o horário ponta e o horário fora ponta. 

Antes de falar sobre a diferenças dos horários de consumo é preciso entender a diferença entre consumo e demanda.

Entenda o que é Demanda

Quando falamos sobre demanda estamos nos referindo à demanda de potência, que geralmente é medida em kW (quilowatt) ou MW (megawatt). 

A demanda é a potência necessária para para atender todas as cargas da unidade consumidora em um determinado período. Ela pode ser vista como a capacidade que o sistema elétrico deve suportar quando a carga máxima da unidade consumidora estiver acionada.

Para calcular a demanda de um unidade é feito uma média das potências contabilizadas em espaços de tempos de 15 em 15 minutos. Esse padrão é usado em todo o Brasil.

Entenda o que é Consumo

O consumo refere-se a quantidade, em kWh (quilowatt-hora) ou MWh(megawatt-hora), de energia utilizada em uma unidade consumidora.

Diferente da demanda, o consumo é acumulado nos dias de uso. O valor da conta de energia é proporcional ao volume acumulado de energia consumida no mês.

Agora que já conhecemos um pouco mais sobre demanda e consumo, seguimos para o assunto principal, os postos tarifários fora ponta e ponta.

O consumo de energia e demanda têm grandes variações durante o dia, conforme os hábitos e rotinas dos consumidores. Nos horários da madrugada o consumo costuma ser menor pois a maioria das pessoas está dormindo e os equipamentos de parte das indústrias estão desligados. Já pela manhã o consumo tende a aumentar devido ao início do dia de trabalho. No final da tarde há um pico de consumo de energia já que a maioria das pessoas volta para casa e utiliza aparelhos eletrônicos, acende as luzes, liga o chuveiro elétrico e etc.

Para definir a demanda e o consumo fora ponta e ponta são considerados estes períodos. São determinados horário ponta e fora ponta intervalos de horário com cobranças diferentes. 

Demanda e Consumo Ponta

É considerado o horário ponta um período de três horas consecutivas, normalmente das 18h às 21h excluindo sábados, domingos e feriados. Neste horário a tarifa de energia e a demanda chegam a ter preço triplicado quando comparados aos valores cobrados nas demais horas do dia. 

Este é o período de maior utilização de energia e de potência. O aumento da tarifa nesse horário tem como objetivo reduzir o pico e não sobrecarregar as linhas de transmissão. . Dessa maneira não há necessidade de sobredimensionar a rede para atender exclusivamente este período de 3 horas. 

Demanda e Consumo Fora Ponta

É o período composto pelo conjunto das horas diárias consecutivas e complementares àquelas definidas no horário de ponta.

O período considerado ‘fora ponta’ pode variar conforme a concessionária e a depender das características de seu sistema elétrico. Geralmente o intervalo é das 00:00 às 17:59 e das 21:00 as 23:59.

Consumidores que pertencem ao Grupo A (alta tensão) precisam solicitar à concessionária o tipo de tarifa horo sazonal que será necessário para suprir a sua demanda, conforme o seu planejamento de perfil de consumo. Os tipos de tarifa são:

Tarifa Horo Sazonal Verde – Os valores de consumo podem ou não ser  diferentes no horário fora ponta e no horário ponta, mas a demanda é apenas uma. Assim, será cobrado apenas pela demanda de energia do período fora ponta.

Tarifa Horo Sazonal Azul – Na tarifa azul há a necessidade de contratação de duas demandas (podendo ser iguais ou não), uma para o horário fora ponta e a outra para o horário ponta. Desta maneira a cobrança será feita pelas duas demandas de maneira independente.

Por todas essas diferenças de enquadramento e possibilidades de contratação é muito importante conhecer o perfil de consumo da sua empresa. Um perfil bem mapeado com um planejamento bem feito pode evitar com que os consumos e demanda aumentem nos horários de ponta, evitando tarifas  maiores que podem chegar até três vezes a do horário fora ponta.

Os consumidores do Grupo A (alta tensão) que migram para o Mercado Livre de Energia terão a cobrança conforme as regras de ponta e fora ponta apenas sob a demanda de potência. A energia no Mercado Livre de Energia possui o mesmo valor independente do horário que será consumida. Essa é uma das grandes vantagens do Mercado Livre de Energia quando comparado com o Mercado Cativo.

Para migrar para o Mercado Livre com a Esfera Energia acesse aqui.

Não perca nenhum post

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail