Novidades do setor de energia

como comprar energia no mercado livre

Entenda como comprar energia no Mercado Livre de Energia

Mais de 9,5 mil empresas brasileiras já se tornaram agentes do Mercado Livre de Energia Elétrica. Essas companhias desfrutam, principalmente, da possibilidade de comprar energia com valores inferiores àqueles que são praticados no Mercado Cativo.

Porém, a compra de energia elétrica no Ambiente de Contratação Livre (ACL) é um processo longo e burocrático, que pode oferecer riscos aos consumidores que não tiverem o acompanhamento adequado.

Continue conosco para entender como comprar energia no Mercado Livre e alcançar as melhores condições de contratação. Veja também quem pode atuar nesse ambiente e quais são os vendedores.

Quem pode comprar energia elétrica no Mercado Livre

Há dois tipos de consumidores que podem comprar energia elétrica no Mercado Livre de Energia no Brasil: consumidores livres e consumidores especiais.

  • Consumidor Livre: demanda mínima de 1.500 kW e possibilidade de escolha de seu fornecedor de energia elétrica por meio de livre negociação. Tem a possibilidade de contratar energia proveniente de qualquer fonte de geração.
  • Consumidor Especial: demanda entre 500 kW e 1.500 kW, com o direito de adquirir energia de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) ou hidráulica de empreendimentos com potência inferior ou igual a 50.000 kW, ou ainda de fontes incentivadas especiais (eólica, biomassa ou solar). 

Uma terceira alternativa possível para se tornar consumidor do Mercado Livre é a comunhão. Por meio dela, a empresa que não tenha demanda suficiente para operar sozinha no Ambiente de Contratação Livre pode realizar comunhão com outras unidades consumidoras para atingir o nível mínimo de demanda de 0,5 MW. 

Isso somente é válido para consumidores com o mesmo CNPJ e alocados no mesmo submercado ou localizados em área contígua (sem separação por vias públicas).

A comunhão permite que empresas vizinhas ou do mesmo grupo econômico somem suas demandas para chegar aos 500 kW e, assim, estejam aptas a comprar energia no Mercado Livre.

De quem é possível comprar energia no Mercado Livre

Apenas agentes cadastrados na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) podem comercializar energia elétrica. Entres aqueles que podem vender energia estão comercializadores, geradores, autoprodutores e importadores.

Há ainda a possibilidade de consumidores do Mercado Livre negociarem o excedente de energia elétrica com outros consumidores livres e especiais.

Os consumidores podem adquirir energia no Ambiente de Contratação Livre (ACL) por meio de contratos de compra de fonte incentivada ou fonte convencional. 

Fontes convencionais

No mercado de energia elétrica no Brasil, as fontes mais comuns são as usinas hidrelétricas de grande porte e as usinas termelétricas. Elas são chamadas de fontes convencionais.

Fontes incentivadas

Fontes incentivadas são usinas eólicas, solares, a biomassa, hidráulicas ou cogeração qualificada com potência injetada inferior ou igual a 50.000 kW.

Os consumidores de energia que compram de fontes incentivadas têm direito a redução entre 50% e 100% nas tarifas de uso do sistema de distribuição e transmissão (Tusd e Tust), que são os valores cobrados pelo transporte de energia.

O percentual de desconto para o consumidor depende da data de homologação da outorga ou do registro de usina na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e do tipo de fonte de geração.

A oferta de desconto para compra de fontes incentivadas é uma forma de incentivo econômico para fontes renováveis no Brasil. 

Compra de energia das comercializadoras

Além de comprar energia das geradoras, o consumidor pode adquirir em negociação com as comercializadoras. 

Elas são agentes do Mercado Livre que não têm usinas próprias e adquirem a energia de diferentes fornecedores, para criar um portfólio de diversos produtos para os consumidores.

Os comercializadores são regulamentados pela Aneel e devem possuir capital social integralizado de no mínimo R$ 1 milhão, além de comprovar aptidão para o desenvolvimento da atividade.

Conforme regulamentação da Aneel, os comercializadores devem gerir riscos de volume e preço para os seus clientes.

Como comprar energia elétrica no Mercado Livre

No Mercado Livre de Energia, os consumidores negociam livremente preços, prazos e volumes com as geradoras ou comercializadoras. 

Para a compra de energia elétrica, é recomendável que essas empresas adotem estratégias de longo prazo, já que as variações de custos de energia no Brasil podem tornar os valores menos vantajosos do que no Mercado Cativo.

Geralmente, o Ambiente de Contratação Regulada (ACR) está mais suscetível a variações de preço, especialmente pela cobrança de bandeiras tarifárias aplicadas em momentos de queda no volume de chuvas. Porém, essas variações afetam também o Mercado Livre.

Para a compra de energia elétrica ser bem-sucedida e o consumidor encontrar as melhores condições, é importante que haja a análise de seu perfil de consumo. Inclusive, realizar estudos de viabilidade econômica é um dos passos na migração para o Mercado Livre de Energia.

Assim como acontece no mercado de investimentos, as estratégias de compra de energia no ambiente livre seguem os perfis dos consumidores.

Consumidores de perfil conservador

Para consumidores com maior aversão a risco, a estratégia de compra de energia elétrica no Mercado Livre busca contratos longos, que ofereçam maior previsibilidade de custos para a empresa.

Os preços aplicados são negociados para todo o período de vigência do contrato.

Consumidores de perfil arrojado

No caso de consumidores cujo perfil seja de menor aversão a risco, as estratégias de compra de energia elétrica no Mercado Livre buscam contemplar oportunidades de maiores vantagens econômicas. 

Para aquisição de energia com menor preço, é possível contratar volumes inferiores à necessidade de longo prazo e comprar o restante em contratos de curto prazo, visando aproveitar momentos de queda de preço.

Entretanto, esse risco é mais alto para o comprador, que ficará mais suscetível às variações de tarifas. Por isso, é recomendável o acompanhamento de uma consultoria especializada em transações no Mercado Livre de Energia.

É possível ainda que os contratos prevejam consumo flexível, para que haja redução do risco de déficits e superávits. Os percentuais de flexibilidade devem ser negociados entre consumidores e vendedores.

Como evitar riscos na compra de energia no Mercado Livre

Apenas os agentes autorizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e registrados na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) podem orientar consumidores que desejam migrar do Ambiente de Contratação Regulada, conhecido como Mercado Cativo, para o Mercado Livre.

É recomendável que a migração e a compra de energia no Mercado Livre sejam acompanhadas por consultorias especializadas no Ambiente de Contratação Livre (ACL).

Se sua empresa deseja migrar do Mercado Cativo e se tornar uma agente do Mercado Livre de Energia, a Esfera Energia realiza o planejamento de migração com análises técnica e regulatória minuciosas, deslumbrando, desde o começo, os ganhos a serem gerados. 

Os consumidores ganham voz na negociação com os maiores geradores de liquidez deste mercado em busca dos melhores termos para os seus orçamentos, sem conflitos de interesse ou qualquer forma de comissionamento.

O acompanhamento vai desde a contratação de energia até as questões burocráticas que envolvem a migração, com ações rápidas a cada ajuste regulatório. 

Para que sua empresa encontre as melhores condições de compra de energia no Mercado Livre, fale com um especialista Esfera!

Saiba tudo sobre o Mercado Livre de Energia