Novidades do setor de energia

Descubra como calcular o consumo de energia elétrica

Como calcular o consumo de energia elétrica empresarial?

Quando as empresas sabem como calcular o consumo de energia elétrica, a gestão do consumo se torna muito mais assertiva, pois é possível encontrar onde há mais gasto energético e como mudar isso. 

Além disso, o cálculo do consumo empresarial é diferente do residencial, até porque as empresas estão em outro grupo de consumidores. Com o objetivo de tornar o sistema elétrico mais eficiente, foi feita uma divisão entre Grupo A e Grupo B:

  • Grupo A: consumidores de média e alta tensão, no qual estão as indústrias de médio e grande porte;
  • Grupo B: consumidores de baixa tensão, sendo eles residências e comércio. 

Os integrantes do Grupo A, por exemplo, precisam determinar qual é o volume de consumo de suas respectivas empresas e informá-lo para a distribuidora da região para poder fazer a contratação de energia — essa demanda é chamada de “demanda contratada”.

Por isso, é importante entender como calcular o consumo de energia, para que assim seja possível fazer negociações com mais assertividade. Além disso, quando uma empresa ultrapassa o valor de consumo que havia sido previamente acordado, é cobrada uma multa sobre isso, então é fundamental saber de fato qual é a demanda de energia para contratar o necessário.

Como calcular o consumo de energia

No Brasil, a tarifa de energia elétrica é regulada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). De acordo com as resoluções da ANEEL, o cálculo da tarifa considera:

  • Energia gerada
  • Transporte de energia até as unidades consumidoras (transmissão e distribuição)
  • Encargos setoriais

O custo da transmissão e distribuição da energia é chamado de Tarifa de Uso dos Sistemas de Distribuição (TUSD). Em relação aos encargos setoriais, estão impostos dos governos Federal, Estadual e Municipal, respectivamente:

  • PIS/COFINS
  • ICMS (diferente entre estados)
  • Contribuição para Iluminação Pública

Além disso, desde 2004 o valor da energia elétrica também passou a ser determinado por meio de leilões. Essa “competição” é benéfica para tanto para as empresas, quanto para os consumidores, pois faz o preço cair. 

Em relação aos custos de transporte de energia, a ANEEL afirma que “atua para que as tarifas sejam compostas por custos eficientes, que efetivamente se relacionem com os serviços prestados.” Já os encargos não são de responsabilidade da ANEEL, mas estão presentes no cálculo por conta da instituição de leis. 

Na imagem abaixo estão as porcentagens de quanto cada parte do cálculo representa no custo total de energia:

Como calcular o consumo de energia elétrica de acordo com diretrizes da ANEEL

Fonte: ANEEL

Para calcular o valor é preciso multiplicar o consumo de energia no período faturado (normalmente apresentado nas faturas de energia na unidade de kWh) pela soma das tarifas de energia (TE) e de uso do sistema de distribuição (TUSD), de acordo com o posto tarifário (consumo ponta e consumo fora ponta). 

O mesmo é utilizado para o cálculo de consumo de demanda: multiplica-se a demanda contratada (ou registrada) pelo valor da tarifa de uso do sistema de distribuição (TUSD), também de acordo com o posto tarifário (ponta e/ou fora ponta).

Agora é possível entender melhor como é medido o consumo de energia elétrica no Brasil. Mas por que é importante saber disso, afinal? Vamos explicar a seguir. 

A importância de saber como calcular o consumo de energia

Um dos principais motivos que nós já mostramos aqui anteriormente é o fato de permitir que as empresas tenham mais clareza sobre quanto de energia consomem e, assim, consigam fazer contratos de compra com mais precisão. 

Isso evitará o pagamento de multas por excesso de uso e ajudará a manter o controle sobre o consumo. Aliás, ter mais controle é outra vantagem de saber fazer o cálculo, pois é a partir disso que é possível entender melhor o funcionamento de todos os dispositivos da empresa, fazer projeções e identificar o que pode ser feito para reduzir o consumo. 

Ao reduzir o consumo, por consequência haverá uma economia de energia, o que também é fundamental para qualquer empresa. Buscar soluções a todo momento para otimizar a gestão da energia elétrica é o melhor caminho para reduzir custos e ainda contribuir para o meio ambiente. 

Importante destacar que empresas que prezam pela sustentabilidade são cada vez mais notadas pelos consumidores e vistas com bons olhos. Por isso, pensar em diminuir o consumo energético tem um impacto ambiental muito significativo, então é importante ter atenção a isso. 

Por fim, saber como calcular o consumo de energia também é importante para entender que investir em equipamentos com melhor custo-benefício pode fazer toda a diferença na demanda energética da empresa. Faça uma varredura completa dos aparelhos que gastam mais e procure substituí-los assim que possível. 

Como economizar no consumo e no valor pago pelo kWh

Ao fazer os cálculos, você poderá identificar que o consumo de energia elétrica está muito alto e que o valor do kWh também está elevado. Para isso, é possível lançar mão de algumas opções. 

Um caminho é rever se o valor pago mensalmente para a distribuidora de fato está sendo consumido. Caso contrário, você pode buscar alternativas para rever o preço acordado anteriormente. 

Outra opção é migrar para o Mercado Livre de Energia, o qual permite que empresas negociem diretamente com o gerador ou comercializador de energia elétrica. Isso porque, ao deixar de comprar energia das distribuidoras tradicionais, a empresa pode entrar no mercado livre e escolher o melhor valor dentre os oferecidos por diversas geradoras.

Segundo levantamento da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), o mercado livre cresceu 22% no último ano. O dado é muito relevante e mostra como esse segmento está ganhando força no país.

Caso você tenha interesse em fazer a migração e não saiba por onde começar, a Esfera Energia é uma empresa que realiza uma consultoria completa para ajudar os clientes a migrarem para o Mercado Livre de Energia.

Fazemos todo o processo de migração com foco nos ganhos que serão gerados para nossos clientes e também representamos empresas nas negociações para garantir as melhores condições possíveis na contratação de energia.

Para saber mais, fale com um de nossos especialistas!

Saiba tudo sobre o Mercado Livre de Energia