Novidades do setor de energia

diferenças entre acr e acl

Entenda as diferenças entre ACR e ACL na compra de energia

Quem deseja entender como funciona o mercado de contratação de energia elétrica no Brasil precisa compreender o que significam Ambiente de Contratação Regulada (ACR) e Ambiente de Contratação Livre (ACL). 

Essas duas siglas se referem aos dois modelos de compra de energia no país, e entender como cada um deles funciona pode representar uma grande diferença no valor gasto com as contas de energia.

Continue conosco para saber a diferença entre Ambiente de Contratação Regulada e Ambiente de Contratação Livre. Ao fim deste conteúdo, você terá todas as informações necessárias para entender qual é o melhor modelo de compra de energia elétrica para a sua empresa. 

O que é o Ambiente de Contratação Regulada (ACR) e como funciona

O Ambiente de Contratação Regulada (ACR) é formado pelos consumidores cativos. Nele, a energia é comprada pelas distribuidoras por meio de leilões, e o preço é determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

O consumidor cativo é aquele que só pode comprar energia elétrica da concessionária responsável pela distribuição em sua região, naquele que é o modelo mais comum para residências e pequenas empresas.

No Mercado Cativo, as tarifas são reguladas pelo governo, e cada unidade consumidora paga uma fatura mensal, que inclui o serviço de distribuição e a geração de energia.

O preço de energia elétrica pago pelo consumidor é influenciado pelo sistema de bandeiras tarifárias praticadas pela ANEEL. Quando as condições de geração de energia são consideradas desfavoráveis — em períodos de seca, por exemplo —, as tarifas se tornam mais caras para o consumidor.

O que é o Ambiente de Contratação Livre (ACL) e como funciona

O Ambiente de Contratação Livre (ACL) é aquele conhecido como o Mercado Livre de Energia. Neste ambiente de negociação, os consumidores negociam as condições de compra de energia elétrica diretamente com as geradoras ou comercializadoras.

No ACL, o consumidor mantém dois contratos: um com a distribuidora, pelo uso do fio de transmissão, e outro com a geradora, que será a responsável por comercializar a energia.

A fatura paga pelo serviço de distribuição feito pela concessionária local tem preço regulado. Já as condições referentes a preço, prazo e volume de energia são livremente negociadas entre o consumidor livre e a geradora ou comercializadora.

Dessa forma, no Mercado Livre de Energia, as empresas podem encontrar melhores condições e negociar valores inferiores àqueles que normalmente pagariam pela energia comprada das distribuidoras no Ambiente de Contratação Regulada.

Enquanto o ACR tem os consumidores cativos, o Ambiente Livre é formado por consumidores livres e consumidores especiais. 

Os consumidores livre são aqueles que têm demanda mínima de 2.000 kW e possibilidade de escolha de seu fornecedor de energia elétrica por meio de livre negociação. 

Já os consumidores especiais têm demanda entre 500 kW e 2MW, com o direito de adquirir energia de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) ou de fontes incentivadas especiais (eólica, biomassa ou solar).

Caso o consumidor não tenha demanda suficiente para operar sozinho no Ambiente de Contratação Livre, é possível realizar comunhão com outras unidades consumidoras para atingir o nível mínimo de demanda de 0,5 MW.

Nesse caso, empresas vizinhas ou do mesmo grupo econômico somam suas demandas para chegar aos 500 kW.

Diferenças entre ACR e ACL na contratação de energia elétrica

A principal diferença entre Ambiente de Contratação Regulada (ACR) e Ambiente de Contratação Livre (ACL) está no modelo de contratação de energia elétrica. 

Enquanto o consumidor pode negociar as condições de preço, prazo e volume diretamente com a geradora ou comercializadora no Mercado Livre de Energia, os valores praticados no Ambiente Regulado são estabelecidos pelo governo, por meio da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Porém, essa não é a única diferença entre ACR e ACL. Confira, abaixo, quais são as particularidades de cada um dos ambientes de contratação de energia elétrica no Brasil.

Quem participa

  • Ambiente de Contratação Regulada (ACR): geradoras, distribuidoras e comercializadoras de energia elétrica, sendo que as comercializadoras podem negociar energia apenas nos leilões realizados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), sob delegação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
  • Ambiente de Contratação Livre (ACL): geradoras de energia elétrica, comercializadoras, consumidores livres e consumidores especiais.

Como é a contratação de energia elétrica

  • Ambiente de Contratação Regulada (ACR): realizada por meio de leilões pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), sob delegação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Os consumidores finais adquirem a energia elétrica distribuída pelas concessionárias que atuam em suas regiões.
  • Ambiente de Contratação Livre (ACL): acontece em livre negociação entre os consumidores de energia elétrica e geradoras e comercializadoras.

Quais são os tipos de contrato

  • Ambiente de Contratação Regulada (ACR): chamado de Contrato de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente Regulado (CCEAR), é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
  • Ambiente de Contratação Livre (ACL): preço, prazo, volume de energia, forma de pagamento e todos os outros fatores relacionados ao acordo são estabelecidos livremente entre consumidores e geradoras ou comercializadoras.

Como é determinado o preço da energia elétrica

  • Ambiente de Contratação Regulada (ACR): estabelecido em leilão realizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Para o consumidor final, as tarifas são reguladas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e podem sofrer oscilações de acordo com a bandeira tarifária vigente. 
  • Ambiente de Contratação Livre (ACL): o preço, assim como a forma de pagamento e o prazo, é acordado entre o consumidor e a geradora ou comercializadora de energia elétrica.

Como migrar do Ambiente Regulado para o Ambiente Livre

O Mercado Livre de Energia permite que as empresas negociem as melhores condições de compra de energia elétrica e, assim, possam atingir grandes índices de economia. Porém, para realizar a migração do Ambiente Regulado, é necessário que a empresa atenda a todos os requisitos para participação no Ambiente Livre.  

Assim, é recomendável recorrer a consultorias especializadas, que fornecem o acompanhamento de todo o processo de migração de ACR para ACL.

A Esfera Energia realiza o planejamento com análises técnica e regulatória minuciosas, deslumbrando, desde o começo, os ganhos a serem gerados. 

Os consumidores ganham voz na negociação com os maiores geradores de liquidez deste mercado em busca dos melhores termos para os seus orçamentos, sem conflitos de interesse ou qualquer forma de comissionamento.

O acompanhamento vai desde a contratação de energia até as questões burocráticas que envolvem a migração para o Mercado Livre, com ações rápidas a cada ajuste regulatório. Para entender as necessidades de sua empresa, fale com um especialista Esfera!

Não perca nenhum post

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail

Newsletter | Esfera Energia
Saiba tudo sobre o Mercado Livre de Energia