Novidades do setor de energia

Veja 6 ideias de redução de custos numa linha de montagem

Como fazer a redução de custos numa linha de montagem?

Encontrar alternativas para a redução de custos numa linha de montagem é fundamental para garantir a eficiência da indústria e otimizar o uso de recursos ao longo de toda a produção.

Por isso, a gestão adequada de materiais, equipamentos, processos e pessoas faz toda a diferença para reduzir custos.

Confira a seguir algumas ideias para implementar na sua indústria!

6 ideias de redução de custos numa linha de montagem

Se você está buscando alternativas sobre como reduzir custos numa linha de montagem, algumas opções são:

  1. Elimine o desperdício de recursos e materiais
  2. Otimize a matéria-prima utilizada
  3. Faça a manutenção dos equipamentos com frequência
  4. Revise o fluxo e o processo de montagem
  5. Aproveite ao máximo a mão de obra
  6. Diminua os gastos com energia elétrica

Explicaremos em detalhes cada uma dessas ideias a seguir!

1. Elimine o desperdício de recursos e materiais

O primeiro passo para reduzir custos numa linha de montagem é fazer uma gestão de recursos e materiais eficiente para eliminar qualquer desperdício.

Dessa forma, as matérias-primas são melhor aproveitadas ao longo de todo o processo, sendo possível obter uma redução expressiva já em um primeiro momento.

Infelizmente, o desperdício é um “gasto invisível”, mas que tem uma participação significativa nos custos de uma indústria.

Por isso, faça uma análise minuciosa de toda a linha de montagem para identificar potenciais focos de desperdício e atacá-los.

2. Otimize a matéria-prima utilizada

A matéria-prima é a base para que uma linha de montagem funcione, então encontrar alternativas para otimizar o seu uso e também como reduzir os custos com isso terá um impacto positivo em todo o processo produtivo. 

Tenha em mente que não necessariamente um fornecedor mais barato terá o melhor custo-benefício. Faça um levantamento e uma pesquisa minuciosa para identificar quais produtos contribuem para tornar a linha de montagem mais ágil e que sejam de qualidade. 

Às vezes, adquirir apenas uma matéria-prima mais barata não surtirá efeito na redução de custos em si, pois a qualidade poderá ser inferior e gerar problemas para outras etapas da produção.

Então, busque alternativas para otimizar a matéria-prima sem que a qualidade do produto final seja perdida. Isso fará toda a diferença tanto na linha de montagem quanto para o cliente que está na ponta.

3. Faça a manutenção dos equipamentos com frequência

Muitos equipamentos de uma linha de montagem quebram e ficam completamente inutilizados por conta da falta de manutenção. 

Com isso, o custo para a substituição de maquinário quebrado se torna muito mais alto do que a manutenção.

Por isso, contrate uma equipe especializada para periodicamente realizar um check-up de todos os equipamentos e, assim, identificar problemas com mais agilidade e consertá-los o quanto antes. 

Lembre-se que equipamentos que não funcionam com 100% de eficiência também representam custos para a empresa, por isso é tão importante mantê-los operando com seu máximo potencial para aproveitar esses recursos da melhor forma possível.

4. Revise o fluxo e o processo de montagem

Outra ideia de redução de custos numa linha de montagem é analisar como o processo completo é realizado. Qual é o fluxo atual? Quanto tempo leva cada etapa? É possível implementar automações?

Para responder essas perguntas, é importante fazer um mapeamento de todo esse fluxo e identificar oportunidades de melhoria. 

Peça o apoio dos responsáveis de cada área para obter informações mais assertivas sobre como a produção pode melhorar e comece a traçar um plano de ação para implementar as ideias. 

Nesta etapa também é fundamental entender quais são os problemas mais recorrentes que ocorrem na linha de montagem para solucioná-los o quanto antes. Para isso, vale conversar com os colaboradores para ter mais clareza sobre como o processo pode ser otimizado.

Por fim, é possível redesenhar toda a linha de montagem para criar um novo fluxo, listando quais máquinas e ferramentas são necessárias para as respectivas etapas e também realocando pessoal para que a mão de obra seja melhor aproveitada. 

Mostraremos os detalhes sobre isso no próximo tópico.

5. Aproveite ao máximo a mão de obra

Para o pleno funcionamento de uma linha de montagem, é fundamental que os colaboradores contribuam da melhor forma possível e tenham seu potencial devidamente aproveitado. 

Dessa forma, entenda como os funcionários operam para ter mais clareza se todos estão alocados nas etapas certas da linha de montagem e se a quantidade de trabalhadores em cada uma delas é suficiente.

Essa análise também permitirá identificar quais colaboradores podem atuar em diferentes processos. Assim, ao fazer um levantamento de quais serão as novas contratações necessárias, será possível ser mais assertivo.

Outro ponto importante é investir na capacitação dos funcionários responsáveis pela linha de montagem. Afinal, a mão de obra já está atuando na empresa, mas, para que seu potencial seja devidamente aproveitado, é preciso que toda a equipe esteja em constante processo de aprimoramento.

Além disso, a valorização de colaboradores reduz a rotatividade, otimiza a produção e, por consequência, proporciona a redução de custos para toda a empresa.

6. Diminua os gastos com energia elétrica

É natural que uma linha de montagem gere custos elevados de energia elétrica, por isso é importante encontrar alternativas de redução de custos nesse aspecto. 

Uma primeira ação que pode ser feita está diretamente relacionada à dica mostrada no tópico 3: reveja os equipamentos da linha de montagem. 

Ao fazer a manutenção periódica das máquinas, será possível identificar quais são as mais utilizadas e quais consomem mais energia, para então considerar substituí-las por equipamentos mais novos e econômicos.

Outra ideia de redução de custos numa linha de montagem é migrar para o Mercado Livre de Energia. Nele, as empresas podem negociar preços, prazo, volume e forma de pagamento diretamente com os fornecedores.

Além disso, após fazer um diagnóstico energético do consumo de toda a indústria, é possível contratar energia no Mercado Livre com valores muito mais baixos e, em alguns cenários, alcançar até 35% de economia na conta de luz.

Para migrar para o Mercado Livre de Energia, o ideal é contar com o suporte de uma empresa especializada no assunto, como a Esfera Energia, referência nacional em gestão de energia no Mercado Livre de Energia e que realiza uma consultoria completa para esse processo.

A Esfera também oferece todo o apoio necessário para o cumprimento das obrigações legais e garante as melhores condições possíveis na contratação de energia.

Fale agora mesmo com um de nossos consultores!

Saiba tudo sobre o Mercado Livre de Energia